terça-feira, 23 de junho de 2009

Hoje Acordei Assim


Quando veio,
Mostrou-me as mãos vazias,
As mãos como os meus dias,
Tão leves e banais.
E pediu-me
Que lhe levasse o medo,
Eu disse-lhe um segredo:
"Não partas nunca mais".

E dançou,
Rodou no chão molhado,
Num beijo apertado
De barco contra o cais.

E uma asa voa
A cada beijo teu,
Esta noite
Sou dono do céu,
E eu não sei quem te perdeu.

Abraçou-me
Como se abraça o tempo,
A vida num momento
Em gestos nunca iguais.
E parou,
Cantou contra o meu peito,
Num beijo imperfeito
Roubado nos umbrais.

E partiu,
Sem me dizer o nome,
Levando-me o perfume
De tantas noites mais.

E uma asa voa
A cada beijo teu,
Esta noite
Sou dono do céu,
E eu não sei quem te perdeu.


"Eu não sei quem te perdeu" - Pedro Abrunhosa

Nota Mental: Se eu trabalhasse mais e sonhasse menos (acordada) é que eu era esperta!

7 comentários:

  1. Olá!

    Chamo-me Daniela e gostava de apresentar o meu blog com peças feitas por mim.

    www.art-and-creation.blogspot.com

    Muito obrigada! =)

    ResponderEliminar
  2. Também faz bem sonhar acordada, querida!

    ;)

    ResponderEliminar
  3. Esta balada é linda, é um bom acordar :-)

    ResponderEliminar
  4. Deixa-te sonhar, alimenta o teu inconsciente com aquilo que mais desejas... mais tarde, serás escutada!

    ;)

    ResponderEliminar
  5. Lindo! Adoro... O gaijo sabe das coisas, pena é a voz tão desalinhada (ao vivo).

    E sonhar é bom, faz-nos querer mais! ;)

    Beijoquinha.

    ResponderEliminar
  6. Que bonita canção... transformaste-a num poema! Adoro-a! :)

    ResponderEliminar